A campanha continua

A primeira parte das férias está terminando (tem um segunda parte, em breve). De volta ao Rio me surpreendo: ao contrário do que imaginava, a campanha eleitoral não terminou em 31 de outubro. Pelo menos é o que depreendo das matérias da Folha e do Globo sobre o processo da ditadura contra Dilma e de um comentário sobre economia na rádio JB – não peguei o nome do coleguinha – criticando a política econômica da “madame Dilma” (o cara falou assim).