Um mês só de cascatas: a 5ª seletiva do King of the Kings-2015

A ideia era dar uma parada nas cascatas e voltar aos números da PBM-2015. Só que aí pensei: “já que estou com a mão na massa, por que não promover o ‘mês da cascata´?”. Achei que era mais uma boa forma de homenagear os coleguinhas que tanto têm labutado para transformar 2015 num ano tão pródigo em armações jornalísticas, no intuito claro de desmoralizar, de modo irremediável, o jornalismo brasileiro.

Assim, eis que vamos à quinta seletiva do King of the Kings-2015! Essas são as concorrentes:

17 PMs são presos por se recusarem a bater em professor no PR  (O Estado de São Paulo)

Vazamento em fogão é confundido com “atentado” a PF (Veja)

Estado de São Paulo “acusa” Camargo Corrêa de ter doado R$ 3 milhões ao Instituto Lula

Itamaraty propõe burlar a lei para proteger Lula (O Globo)

Venezuela veta entrada de senadores brasileiros (O Globo)

Lula pede “habeas corpus“ para não ser preso na Operação Lava-Jato (Folha)

Carlos Alberto Sardemberg culpa Lula e Dilma pela crise da Grécia (CBN)

 

Lembrando as regras.
1. Você pode votar em até três (3) concorrentes. Assim, não vale a desculpa de que “são tantas que não dá para escolher”.
2. Além disso, ainda contra essa desculpa tem o fato de que três das não classificadas voltarão para a repescagem na sexta seletiva.
3. A votação termina no domingo que vem.

Então vamos lá! Vamos votar!

 

A Grécia, os nossos duros anos 80 e uma música com estilo

Olhando para a situação da Grécia, tenho realmente de agradecer por termos sido, por longo tempo, considerados uma bando de cucarachas indisciplinados e preguiçosos, espalhados por um território imenso e selvagem, localizado quase na ponta sul do mundo, bem longe da civilização. Foi graças a isso que passamos 20 anos apenas com a faca do FMI no pescoço e não fomos estuprados como os gregos estão sendo agora – não valíamos a pena.

Uma coisa leva a outra e acabei me recordando de um dos meus grupos favoritos daqueles duros anos 80. O Style Council era formado pelo grande Paul “Modfather” Weller – ex-cabeça do completamente diferente, mas também ótimo The Jam e meu colega de data de aniversário -, Mick Talbot e Steve White (este mais ou menos). O grande momento do SC aconteceu em 1985, quando lançou “Our favorite shop”, disco do qual a minha, a sua, a nossa Pavuna 73 retirou “With everything to lose”, que poderia ser tocada tranquilamente hoje, um quarto de século depois, na Praça Syntagma – peço especial atenção ao efeito obtido por Weller pelo contraste entre a melodia e a letra:

Sem novidades no front

Ai, ai…Eis que volto de maravilhosas férias…

Quer dizer, aqui, pois à labuta profissional, só na segunda. Assim, não dá para dar uma geral na imprensa pátria, apenas em O Globo. Pelo que pude observar, porém, nada mudou: o jornal dos Marinho  continua sua guerra contra a Universal, a detectar perigos inexistentes no planos do Nove-Dedos e a vaticinar que o país cairá no abismo em seis meses por conta da má gestão das contas públicas.  Nada de novo pois. Até o Fluzão continua a arrebentar no primeiro tempo e passar sufoco ou ser virado no segundo.

Pessoas, na boa, se ainda acreditássemos na grande imprensa e nos dirigentes de futebol,  diríamos que o Bananão é um tédio só.

Mas não entrem em depressão… Santorini existe! Eu estive lá! Não se precisa mais que saber isso para se manter a fé na vida.