Finalmente! Chegou a hora de votar na primeira seletiva para o King of the Kings – 2018!

 

Demorei, e você já devia estar roendo os dedos de aflição, mas aqui está finalmente: a primeira seletiva para o King of the Kings, o único prêmio a reconhecer o árduo trabalho dos coleguinhas em prol da avacalhação do jornalismo brasileiro. Levei mais tempo esse ano para iniciar o processo seletivo por dois motivos: apertei ainda mais os critérios de escolha para apresentar uma concorrente – só cascatas muito grandes estão na lista, vocês verão – e também, de maneira mais estratégica, resolvi dar prioridade ao bom jornalismo que ainda restou no #SudãodoOeste, enfocado no Prêmio Marcos de Castro.

Isto posto, vamos às regras para a votação da primeira seletiva do KofK-2018:

1. Você pode votar em até seis concorrentes. Recomendo usar todos os votos, pois não será fácil escolher devido ao alto (ou baixo) nível das postulantes. As seis não escolhidas terão uma nova chance na segunda seletiva.

2. Haverá bastante tempo para conhecer (ou recordar) as cascatas – o pleito se estende até o dia 2 de setembro.

Mais um ponto antes apresentar a lista de concorrentes: caso você veja uma cascata que acredite estar apta a concorrer ao King of the Kings, não hesite em me enviar para avaliação.

Bem, agora, finalmente, fique com a concorrentes ao King of the Kings – 2018!

Fecomércio-RJ pagou R$ 68 milhões a escritório que defende Lula – Valor

PGR investiga senadora por entrevista à Al Jazeera – Estado de São Paulo

Veja descreve dia a dia de Lula sem nunca ter entrado na prisão – Veja

PF tenta livrar a cara de ter assassinado o reitor Cancellier – Rede Globo

Mídia comercial publica como independente estudo sobre cigarro de fundação bancada pela Phillip Morris – Vários

JN tenta provar que economia vai bem porque inflação é baixa – Rede Globo

Míriam Leitão tece loas a Pedro Parente 10 dias antes de começar a greve dos caminhoneiros.

Agência Lupa diz que visitante de Lula não tinha levado terço abençoado por Francisco I, acusa sites de esquerda de “fake news” e é desmentida pelo Vatican News

Jornalistas dão show de machismo na entrevista de Manoela D’Ávila no Roda-Viva – TV Cultura.

Folha “denuncia” que Dr. Bumbum trabalhou 15 dias no Palácio do Planalto durante o governo Lula

Míriam Leitão é usada como boneca de ventríloquo para rebater lembrança de Bolsonaro de que a Globo apoiou a ditadura

Folha publica matéria sobre PM lésbica e negra executada insinuando que ela era promíscua

Falando em (e de) guerra e terrorismo…

Estava eu comendo meus caquis (a Flor dos Ponte Preta comia goiabinhas, mas, além de não ser o tempo destas, prefiro caquis e peras) quando um rapaz chamado Rogério Floripa postou uma mensagem num artigo que escrevi sobre o documentário “Central Al Jazeera”, exibido no Festival do Rio (onde mais?), em 2004, o qual esquecera havia anos.

No post, ele indicava de onde baixar o filme. Foi o que fiz. Estou revendo “Control room” (o nome no original”), de Jehane Noujaim, e, em tempos de novo atentado nos EUA, com suas consequentes paranoias, está sendo bem interessante. Se você quiser ver – ou rever, embora eu duvide que tenha visto, já que o doc só foi exibido uma vez, no recém-inaugurado (na época) Centro Cultural da Justiça Federal, na Cinelândia – aqui vão algumas dicas:

1. O endereço: http://mcaf.ee/uli3v;

2. Há várias escorregadas nas legendas, mas nada que atrapalhe;

3. A minha crítica está aqui (no falecido, ou agonizante pelo menos, Mulitply) e dá para ver um erro meu (ou uma alteração nas legendas) – os nomes dos principais personagens aparecem da primeira vez em que são entrevistados, ao contrário do que eu notara na época.