“Hall da Infâmia” do King of the Kings

O King of Kings é único prêmio do Brasil destinado aos coleguinhas que trabalham duro com o objetivo de avacalhar o jornalismo no país. Abaixo estão os resultados desde 2008. O KofK é bem mais antigo (minha memória alcança votações desde 2002, pelo menos), mas, com as diversas mudanças na Coleguinhas, os antigos pleitos se perderam. Daí, resolvi listar apenas a partir do ano em que registros se tornaram mais constantes.

Aqui você encontra a história do inspirador do prêmio, o greco-argentino Victor Combothanassis. Participei dela por ser um dos repórteres que andaram pela noite, durante duas semanas, à procura de uma cascata voadora.

Eis os grandes vencedores:

2016

New York Times recebe dinheiro do PT (Época)

2015

-> Carlos Alberto Sardemberg culpa Lula e Dilma pela crise da Grécia (CBN)

2014

-> Copa vai ser um fracasso (Todos os veículos)

2013

-> Fluminense virou a mesa no Brasileirão (Vários)

Menção Honrosa pelo conjunto da obra no ano: O Globo

2012

-> Liderança de Lula acabou (Veja)

2011

->”Livro do MEC com erro de português” (TV Globo)

2010

->Desmerecimento da Era Lula (O Globo)

“Hours concours” 2010
-> Agressão a Serra com bolinha de Papel (TV Globo)

2009

-> Ficha da Dilma (Folha)

“Hours concours” KofK-2009
-> Estadão atribui furo seu à Folha (Estado de São Paulo)

2008

-> Epidemia de febre amarela e maleta da Abin/CPI dos Grampos (empate)

Um comentário sobre ““Hall da Infâmia” do King of the Kings

  1. Proponho o trófeu Carlinhos Cachoeira para o editor-diretor mais picareta do ano.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s