A S&P e o “Dr.Melgaço”

Você já deve ter ouvido falar do Catarse (aqui), aquele serviço de “crowdfunding”, a vaquinha internet. Bem, foi por meio dele que o Diário do Centro do Mundo (aqui) levantou a grana para produzir um documentário de 42 minutos sobre o impacto do programa “Mais Médicos” em Melgaço, município localizado na Ilha de Marajó, no Pará, e que ostenta o triste título de pior Índice de Desenvolvimento Humano do Brasil.

O filme está longe de ser um Eduardo Coutinho – a narrativa é linear, há falhas de enquadramento e um revisor para os letreiros não teria sido má ideia -, mas vale assistir pelos depoimentos e pelas imagens de um Brasil do qual a maior parte de nós só ouviu falar – isso quando se dignam a falar dele. E num momento em que as agências internacionais de avaliação de riscos rebaixam o “rating” do Brasil – motivo de comemoração nas redações dos grandes veículos na semana passada – alegando, entre outros motivos, aumento nos gastos do governo, é bom a gente definir direitinho de que despesas estamos falando.

Curiodidade: aos 41min54seg, na coluna da esquerda, talvez você veja um nome familiar.

 

Anúncios