A abstenção vem aí. Mesmo.

No dia 23 do mês passado, publiquei uma análise sobre a possibilidade de que a abstenção aumentasse muito no próximo pleito presidencial devido às manifestações de junho de 2013. Houve quem contestasse, com base nos argumentos de cientistas políticos, que não viam nenhuma mudança nas intenções de voto.

Semana passada, a coleguinha Maria Cristina Fernandes, editora de Política do Valor, profissional pelo menos 100 vezes mais brilhante do que eu (bem, quem não é pelo menos uma vez mais brilhante do que eu?), não só disse o mesmo, como foi ainda mais longe: a abstenção ajudaria Dilmão se reeleger. E ela baseia sua análise em pesquisas de uma consultoria de análise política (aliás, Maria Cristina, além de coleguinha, é também cientista política). Leia aqui a coluna, que, de quebra, ainda desmentiu o pessimismo com que encerrei a minha sobre o assunto.

Anúncios