A diferença: Globo, Estadão e Folha

Hoje foi dia muito instrutivo para ver que, embora sejam iguais nos seus objetivos, os três maiores jornais do país não são totalmente idênticos.

Dê uma olhada nesta matéria do Estadão, reproduzida pelo site MSN, que teve chamada de primeira

Agora, leia essa abertura de página na Economia do Globo, também de hoje.

Confessa: você ficou em dúvida se ambas estavam se referindo ao mesmo assunto. Mas estavam.

Aí você lê esse artigo do Clóvis Rossi, na Folha.

Bem, sabe-se que Estado e Folha estão contra o governo tanto quanto O Globo. Então qual a explicação para essa diferença entre veículos que desejam exatamente a mesma coisa – tirar o PT do governo, pondo em seu lugar – se possível, mas não necessariamente – o PSDB?

Desculpe, pessoal, mas não tenho outra explicação: a diferença é a competência.

12 comentários sobre “A diferença: Globo, Estadão e Folha

  1. Ivson: não tem link para a matéria do Globo…

    • Valeu, Mário! Já resolvi. Desculpe o vacilo.

      • Não resolveu, não, Ivson…

        • Que coisa estranha, Flávio. Acabei de acessar de novo e funciona no meu browser. Bom, pode ser que o seu browser tenha guardado a página no cache e esteja acessando o link antigo. A maneira de resolver é ir nas configurações e lá pedir para limpar o Histórico. Qual o seu browser?

  2. Ivson,
    Boas,
    O link do Globo está errado; cai no Estadão.
    Como o Globo resolveu cobrar o acesso, e eu não pago, fiquei curioso de saber a diferença.
    Grande abraço,
    Nilson Lage

    • OOPS! Desculpe, mestre! Já acertei. A matéria do Globo está no site, sem precisar pagar. Grande abraço e saudade de seus ensinamentos.

  3. Caro Ivson, é realmente interessante, mas não pude ler a abertura de página na Economia do Globo (jornal que não leio mais), pois o link me envia para aa mesma matéria do Estadão no MSN que o link anterior. Saudações do admirador Luiz Alberto Sanz

    • Ué, Sanz…Eu resolvi isso ontem, assim que me avisaram. Acabei de testar. Tenta de novo?

  4. Nao entendi. Conteúdo é o mesmo, organizado diferente. Matéria do Estadão ficou burocrática e o titulo está errado. Globo falou mais das contas publicas, o que não é a novidade pra ninguém. Folha é um artigo e não tem a ver com a Moodys. Perdi meu tempo rs

    • Pois é isso. O enfoque é diferente e o do Estadão é o correto – a Moody´s não rebaixou a nota do Brasil como se vinha especulando. Essa era a notícia, o fato. Alerta não é fato ainda (e talvez jamais venha a sê-lo) e, por isso, deveria ter ficado em segundo plano, embora mencionado. A diferença de competência já estaria aí, mas é ainda mais profunda – o Estadão, ao não forçar a barra, ganha em credibilidade para as cacetadas que deu, dá e continuará dando no governo e/ou no PT. Já O Globo, com sua manipulação canhestra, dá mais uma cavada na cova de sua credibilidade.

      • Desculpa ser chato, mas é pq gosto de economia e vi este link no facebook. Moodys nao tomou uma decidao de manter a nota. Eh um relatorio anual da agencia, um balanco. Nao sei se estou sendo claro. É errado dizer que ela manteve pq ela nao tomou uma decisao. Ela vai decidir no futuro. Se numeros forem como ela imagina, nao corta. Se pior, corta. Por isso falei q titulo do Estadao esta errado. Enfim, legal o debate. Abs

        • Tomou. Ela não reduziu o conceito do Brasil, como poderia ter feito. Como não o fez, tomou a decisão de não fazê-lo. Aliás, a Standard & Poor´s também. Ambas alertaram que poderiam mudar sua decisão e rebaixar o conceito, mas ainda não o fizeram ainda, ou seja agiram de um determinado modo, diferente de outro, que também estava no campo de suas possibilidades. Assim, agiram de uma determinada maneira, ou seja, tomaram uma decisão.

Os comentários estão desativados.