Promessa é dívida: a circulação do Globo, do Estadão e da Folha

Há duas semanas prometi correr atrás (aqui) dos números de circulação dos jornais. Bem, consegui. O mérito, porém, vai para os Honoráveis Conselheiros (tive que criar até um grau a mais para eles) que me propiciaram os dados. A eles, meus agradecimentos de todo o coração. Fico no aguardo dos números das revistas, como foi prometido, mas se não for possível, tudo bem – não reduzirá minha gratidão nem um pouco.

Antes de começar, algumas observações:

1. O período abrangido pelos dados é de 36 meses (de novembro de 2010 a outubro último), o que dá uma boa ideia da tendência,
2. São enfocados os principais jornais do eixo Rio-São Paulo, que, por sua representatividade, são um bom retrato da situação geral.
3. Como as tabelas seriam muito extensas, usarei apenas os meses de novembro de 2010 (início), 2011 e 2012 e o de outubro de 2013 (fim), com um gráfico para observação da tendência.
4. Uma análise sucinta no fim.

Bem, então vamos lá:

O Globo

Novembro/2010: 282.132

Novembro/2011: 265.258

Novembro/2012: 278.756

Outubro/2013: 263.475

Variação de 11/2010 sobre 10/2013: – 6,6%

oglobo

O Estado de São Paulo

Novembro/2010: 244.493

Novembro/2011: 261.309

Novembro/2012: 231.620

Outubro/2013: 233.310

Variação de 11/2010 sobre 10/2013: – 4,6%
estadao

Folha de São Paulo

Novembro/2010: 311.409

Novembro/2011: 287.497

Novembro/2012: 299.925

Outubro/2013: 290.150

Variação de 11/2010 sobre 10/2013: – 6,8%
folha

Análise
Creio que os números – e ainda mais os gráficos – falam por si: a tendência de queda de leitores é flagrante e consistente, com picos ocasionais. Ainda assim, a partir dos gráficos pode-se fazer uma observação significativa: mesmo durante as manifestações de junho/julho a tendência geral não foi interrompida. Apenas o Estado apresentou um pequeno salto, mas, em compensação, Globo e a Folha mostraram perdas. Um e outras, porém, não abalaram o caminho das linhas em direção ao chão, chegando mesmo, ao que parece, acelerá-la ainda mais um pouco, o que pode, ou não, ser confirmado com novos números.

Anúncios

4 comentários sobre “Promessa é dívida: a circulação do Globo, do Estadão e da Folha

  1. Pingback: Promessa é dívida: a circula&cced...

  2. Pingback: Promessa é dívida: a circulação do Globo, do Estadão e da Folha | O LADO ESCURO DA LUA

  3. Pingback: Jornais brasileiros: conteúdo pago subindo | Webinsider

Os comentários estão desativados.