O Companheiro Gaspari e a memória

Companheiro Gaspari, em 2002, quem tinha o BNDES nas mãos eram os tucanos, mais especificamente Fernando Henrique Cardoso. Mas o “ProPress” não existiu – o que houve mesmo foi o “ProGlobo” (ou “ProMarinho”), como se pode descobrir com uma simples googlada usando os termos “BNDES Globo 2002” (exemplos aqui, aqui e aqui)

Companheiro Gaspari, em nome dos bons velhos tempos, talvez esteja na hora de considerar a aposentadoria.