Sal grosso, OG…

A má-fase do São Paulo parece ter acabado, mas a das Organizações Globo parece que não. Depois de ser condenados pelo Cade por práticas desleais – e obrigada a confessar isso de público no próprio Globo -, os Marinho perderam uma ação de R$ 713 milhões no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), do Ministério da Fazenda. E ainda tem sobre sua cabeça outra ação milionária – aquela em que é acusada de sonegar impostos devidos na compra dos direitos de transmissão da Copa de 2002.

Do jeito que a coisa anda, os Marinho deveriam ligar pro Juvenal Juvêncio, o bambi presidente, para perguntar onde ele comprou aquele sal grosso que ajudou o time a iniciar sua recuperação no Brasileiro – e, talvez, até pedir o Muricy Ramalho emprestado.