Vacilada

Não devia, mas deixei passar batido a morte de Carlos Nelson Coutinho. Vacilo grande, pois foi graças a ele que li três ou quatro livros de Antonio Gramsci, fundamentais para a minha formação política um tanto heterodoxa (cheguei a ser chamado de eurocomunista e historicista, veja só…).

Valeu, mestre. Vai na paz.

Anúncios