Rio-São Paulo

No dia seguinte à divulgação, pela Justiça suíça, das informações sobre o processo em que Ricardo Teixeira e João Havelange são indiciados por terem sido subornados pela empresa de marketing esportivo ISL para dar-lhe exclusividade na negociações envolvendo a Copa do Mundo, Folha e Estadão deram chamada na primeira e abriram grandes matérias em seus cadernos esportivos. No Rio, O Globo não chamou na primeira – apesar da importância enorme dos dois protagonistas da maracutaia – e publicou matéria bem pequena no Esporte. Hoje, saiu uma suíte pouco maior, apontando o dedo para o também mafioso Joseph Blatter, atual presidente da Fifa, e os dois colunistas de futebol falaram do assunto, mas também no pé dos respectivos textos.

Como comentou uma conselheira sobre o caso, os males causados pelo monopólio são terríveis. Ainda mais, acrescento eu, quando envolvem interesses cruzados de milhões de dólares.

Anúncios

Um comentário sobre “Rio-São Paulo

  1. E o título da matéria do Globo? “Justiça suíça divulga documentos da ISL”… hahahaha

Os comentários estão desativados.