Perguntar não ofende

O que faz profissionais do Globo agredirem um jogador de futebol como Gum, zagueiro do Fluminense, como acontece hoje na coluna Panorama Esportivo?

O rapaz é realmente um jogador muito limitado e teve um péssimo dia de trabalho no domingo passado, no jogo contra o Bahia – fez um gol contra, um pênalti e foi expulso. No entanto,  merece respeito não só pelo que já fez  (foi campeão brasileiro de 2010, parte da defesa menos vazada da competição, e vice da Copa Sul-Americana, na qual foi decisivo, como se pode ver aqui), mas simplesmente como um ser humano e um profissional que tenta ganhar a vida honestamente e dando o seu melhor.

O interessante é que, há algumas semanas, a mesma coluna perguntou o que fazia do técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scollari, achar que está acima do bem e do mal e eu fiz este comentário a respeito.

Anúncios

4 comentários sobre “Perguntar não ofende

  1. Coitado do Gum. Realmente desnecessário o comentário.

  2. Insensibilidade mesmo é zoar o Welinton.

  3. É a nova geração do jornalismo engraçadinho…

Os comentários estão desativados.