Mais duas para o KofK-2011

Depois de longo e tenebroso inverno – durante o qual não perdi a mania das frases feitas – retorno lançando mais duas concorrentes ao King of the Kings-2011: a consultoria do Palocci e o livro com erro de português do MEC.

Ambas têm a mesma origem, qual seja a completa incapacidade dos coleguinhas de fazerem oposição política ao governo Dilma pelo simples motivo de que ela está fazendo tudo o que um governo tucano faria. Como não dá para atacar a mulher, mandam bala em cima de seu pilar político e no Haddad, candidato a candidato à prefeitura de Sampa com apoio do Nove-Dedos. Sem esquecer que, no último caso, está em jogo o bilionário mercado de livros didáticos no país e que os Organizações Globo têm uma editora (não, não está no negócio de livros didáticos, mas sabecumé: o futuro é uma estrada incerta…)

2 comentários sobre “Mais duas para o KofK-2011

  1. Esse episódio do livro é de dar nojo. Não entro no mérito da questão. Só queria entender como o Globo faz uma matéria, ouve CINCO pessoas e, POR COINCIDÊNCIA, todas seguem a tese do Globo. Isso a despeito de existirem MUITOS lingüistas que defendem a mesma tese do livro criticado (ver PUC-Rio, UnB, etc.).

  2. Concordo com o RC. A questão do livro é até interessante de debater, coisa e tal. Mas a abordagem da imprensa passou os limites do ridículo. E quando as manchetes se referem à obra como “livro com erros”? Tudo bem que titulação exige síntese, mas uma síntese CORRETA, né? Os livros não vêm COM ERROS, pombas. E aí quem lê e não se aprofunda na questão sai gritando que o MEC quer ensinar o errado. Putz.

Os comentários estão desativados.