Secação geral

Agora, a torcida nas redações é que nem a Moody´s nem a Standard&Poor’s sigam a Fitch e elevem a classificação de risco do Brasil. Se isso acontece, ficará bem mais complicado dizer que  estaremos em queda livre no abismo em seis meses, no máximo. Se bem que, para dizer a verdade,  os coleguinhas fazem isso há oito anos apesar de a realidade desmenti-los em todo este período. Enfim…