Operação tasca-Petrobras

O Globo deu início a mais uma temporada de caça à Petrobras. O tom é o de sempre: a empresa é uma espécie de Camorra do óleo negro. O interessante dessas temporadas de caça é que elas acontecem sempre próximas aos momentos em que a estatal anuncia ou vai anunciar um fato muito positivo, tipo aumento da produção ou uma grande descoberta. Dessa vez, o fato foi o megalucro de R$ 35 bilhões. Ele foi comunicado oficialmente somente na sexta – e a temporada aberta domingo passado -, mas há pelo menos uma semana os analistas já previam um lucro de mais de R$ 30 bi.

2 comentários sobre “Operação tasca-Petrobras

  1. Que tal a Comissão de Valores Mobiliários investigar ligações perigosas de certa imprensa com investidores?

    • Dessa vez, uma novidade: o caçador (no caso, caçadora), veio de fora, mais precisamente da sucursal de Brasília. O negócio é ainda mais estranho quando se observa que a repórter veio fazer suíte da matéria em Macaé, quando o mais lógico seria enviar-se alguém do Rio. Depois ficam dizendo que a grana anda curta…

Os comentários estão desativados.