Devagar, devargarzinho

De mansinho, mas firmemente, Dilma vai imprimindo seu estilo, inclusive na comunicação. A rapidez com que veio ao Rio para avaliar os estragos das chuvas (e posando para as fotos nos lugares certos, com a atitude certa), a análise correta de que a causa da tragédia problema é a ocupação irregular das encostas (essas vão deslizar mesmo com chuva forte, já que são sedimentos, o problema é que tem habitações em cima) e a celeridade com que liberou os recursos demonstram uma mudança em relação ao estilo melemolente do Nove-Dedos. Vamos ver como agirá quando os recursos que determinou serem liberados não o forem, devido à burocracia inerente a qualquer aparelho estatal e ao particular medo dos gestores públicos brasileiros de serem acusados pelo TCU e processados pelo MP.

Anúncios

Um comentário sobre “Devagar, devargarzinho

  1. Pingback: Tweets that mention Devagar, devargarzinho « Coleguinhas, uni-vos! -- Topsy.com

Os comentários estão desativados.