Patéticos e constrangedores

Diferente da Folha, que já partiu para o ataque ao governo Dilma, e do Estadão, que se mantém em sua posição de criticar qualquer ideia que não seja do liberalismo clássico do Século XIX, O Globo enveredou pelo caminho patético de tentar desmerecer o governo do Nove-Dedos. Pensei que ia se limitar ao caderno especial de duas semanas atrás, mas me enganei. Não só continuou como se espalhou pelo jornal inteiro – a coluna do Ancelmo, de alguns dias para cá, não me deixa mentir. Por isso, o concorrente ao King of the Kings-2010 não será apenas o caderno antiLula, mas toda a campanha de desmerecimento contra o N-D, como você pode ver ao lado

Pior que O jornal dos Marinho só mesmo o Fernando Henrique Cardoso. As últimas atitudes do ex-presidente são tão lamentáveis que me vi naquela situação de “vergonha alheia”, na qual ficamos constrangidos com os micos dos outros.

2 comentários sobre “Patéticos e constrangedores

  1. Votaria facilmente na bolinha de papel (não no episódio em si, mas na matéria da Globo, com o “parecer” do Molina), mas, na falta, vou de aborto. O tema era usado para rotular a Marina de radical evangélica e logo em seguida virou tema indispensável à formação moral dos candidatos.

Os comentários estão desativados.