Matemática política

O “abre” do Panorama Político, do Globo, informa que Serra e Marina teriam que virar (tirar) 600 mil votos por dia de Dilma, de hoje a domingo, para levar a eleição a segundo turno, segundo explicou um dirigente de instituto de pesquisa a empresários. Ele deve ter dito também que esse número não é fixo. Assim: se os tucanos e os verdes tirarem 400 mil hoje, amanhã (quinta) o número sobe para 800 mil – os 600 mil de amanhã e mais os 200 mil de hoje – e por aí vai. Isso claro, partindo do pressuposto de que eles não perderão mais nenhum voto para a candidata do governo.

Diante dessa realidade, a única saída dos veículos de comunicação para animar a militância – especialmente os candidatos a deputado e senador tucanos – é dizer mesmo que o segundo turno é quase certo. Do contrário, os caras arriam os quatro pneus e aí danou-se.

4 comentários sobre “Matemática política

  1. As notícias estão mesmo muito engraçadas. É notável o desespero. O Noblat hj publicou no Twitter: “Para especialistas, segundo turno mais próximo http://bit.ly/a510W2“. è uma onda de apoio moral impressionante. É o mesmo que eu escrever “Torcedores acreditam que Flamengo não cai para a Série B”.

    • Pois é, mas como no caso do Império do Mal, é sempre bom ficar de olho nos juízes. 🙂

  2. Tá falando do Corinthians? 🙂

Os comentários estão desativados.