Recado entendido

A entrevista do N-D ao Terra gerou a esperada indignação pública dos veículos – editoriais candentes na primeira, capas bacaninhas, anúncios de apoios decididos, colunas iradas etc -, mas o recado foi assimilado. Tirando a Veja, cujo caso já chega à patologia, depois da entrevista os jornais baixaram sensivelmente o tom e passaram a fazer críticas civilizadas ao governo, sem apelações. Podem até voltar a bater daquele jeito, mas acho que não vão.

Como dizia o Moisés, um antigo zagueiro conhecido e temido por violência, uma “chegada” dura no momento certo sempre lembra ao atacante que se mete a engraçado quem é que manda na “zona do agrião”.