Moral baixo

A ação enlouquecida dos grandes veículos começa a afetar o moral de sua própria tropa. Na sexta passada, uma colega da sucursal BSB da Época se disse cansada dessa eleição. Respondi que estava acabando, faltavam só duas semanas. “Mas aí começa tudo de novo. Vai ter outro mandato”, comentou, visivelmente desanimada com a perspectiva de mais quatro anos de desvario.
O moral das redações não se deteriora apenas em Brasília. Ontem, em São Paulo, também falando sobre o frenesi de denuncismo, dois colegas também mostravam-se abatidos. “Se tivessem provas, tudo bem, mas só têm palavras”, disse um. “Isso acaba com a credibilidade dos veículos”, completou o outro. Detalhe: o primeiro trabalha na Folha, o outro, na sucursal do Globo.

Anúncios

4 comentários sobre “Moral baixo

  1. Pô, e os candidatos a KotK dessas últimas semanas? Vai juntar todos os factoides e botar num envelope só, daqueles grandões em que cabem R$ 200 mil?

    • Cara, a vazão da cachoeira está tão intensa que não tenho conseguido acompanhar, mas espero que até o fim da semana as cascatas sobre a quebra de sigilo e a matéria dos R$ 200 mil da Veja vão estar aqui às esquerda, ok?

  2. Ah, mas a “propina” do BNDES também tem que entrar! 🙂

    • Não, não, Rapha! Essa está dentro do pacote Erenice. São duas: campanha contra Erenice e quebra de sigilo de tucanos.

Os comentários estão desativados.