Jogou a toalha

Uma coisa boa já podemos creditar a essa eleição: Arnaldo Jabor jogou a toalha e não fará mais política. Pois é, ele achava que fazia isso em sua coluna. Não concordo, mas a confissão deve ter-lhe feito bem à alma e poderia ser seguida por outros colunista do jornal, como Dona Míriam e Merval.

Essa decisão me leva a uma conclusão esperançosa: agora que voltou a ser apenas cineasta, ele vai deixar de escrever no Globo e falar na CBN, né?