Questão de “timing”

A cada dia que passa, fica cada vez mais forte a minha impressão de que essa blitz contra a Receita estava sendo guardada pelos tucanos para as vésperas de 3 de outubro ou mesmo para o segundo turno. É que os fatos relatados cada vez mais vão recuando no tempo – já temos coisa acontecendo em 2009 – e, portanto, com alta probabilidade de serem do conhecimento da equipe de Serra desde o começo da campanha. As acusações só foram detonadas agora porque não haveria outro jeito de evitar uma derrota acachapante.

Anúncios

Um comentário sobre “Questão de “timing”

  1. Além disso, uma dúvida… por que um candidato levantaria as informações fiscais de pessoas que, embora membros ou próximos da sigla adversária, não têm nenhuma representatividade que pudesse impactar no resultado das eleições? Putz, Eduardo Jorge? Até o Mendonção já afirmou ter certeza de que Lula e Dilma não têm nada a ver com isso…

Os comentários estão desativados.