Não bate no bico

É batata! Aparece uma matéria maluca como essa da ligação Dirceu-Telebrás e é só esperar – em, no máximo, 48 horas, surge uma outra que revela o real objetivo da cascata. No caso da Folha, a matéria explicativa é a que dá conta que a Oi teria oferecido R$ 140 milhões aos credores da Eletronet, ficando, em troca, com a exclusividade de uso das fibras óticas. Caso feche o negócio, a Oi teria um acréscimo significativo em sua rede, botando pressão nas concorrentes Telefônica, Claro e TIM.

Fiquei apenas com uma dúvida – qual das concorrentes obteve os documentos sobre a oferta citados na matéria e os entregou à Folha? Meu palpite é que foi a Telefônica, que tem sofrido tremenda pressão da Oi em São Paulo, ainda mais depois do “caladão” que impôs à capital paulista, gerando enorme prejuízo financeiro e de imagem à empresa. Pode ser a Claro também, mas como essa já tem as linhas das Embratel não seria assim tão ameaçada com o movimento da Telecom brasileira. A TIM eu duvido porque já tem muitos problemas para arrumar mais esse.

Enfim, seja quem for, a matéria folhosa de hoje revela que realmente a de ontem era mesmo um lobby empresarial brabo, travestido de “simples” ataque político.

Anúncios

Um comentário sobre “Não bate no bico

  1. Pingback: Não bate no bico | Café da Manhã

Os comentários estão desativados.