King of the Kings-2009: o balão-prêmio

Como os que acompanharam a votação do KofK em outros anos sabem, o prêmio homenageia uma das maiores cascatas da imprensa carioca nos anos 80: a caça ao maior balão do mundo, o Rei dos Reis. Essa cascata saiu da cabeça criativa do recentemente falecido Victor Combothanassis, repórter de O Globo que chegou a ser chefe de reportagem da editoria Rio (após a cascata). O greco-argentino inventou o Rei dos Reis e, com o apoio das Organizações Globo, transformou a caçada ao balão no assunto da cidade, mobilizando polícia e bombeiros por duas semanas, principalmente de madrugada. E atrás deles íamos nós, os repórteres (estava lá na época), varando as noites atrás de um balão que nunca existiu.

Os tempos, porém, mudaram e não permitem mais esse tipo de cascata galhofeira. Agora, como se dizia no tempo do Victor Combo, o buraco é mais embaixo –  as cascatas fazem parte integrante do jogo político e partem para a maldade pura e simples. Daí, o balão-prêmio-virtual do KofK-2009 “homenagear” um sujeito muito, muito mau:

Taí um sujeito que teria bela carreira nas redações brasileiras

Anúncios