Nove-Dedos, o filme

A fita sobre a vida do Nove-Dedos até pouco antes da fundação do PT estreia semana que vem. É meio que esperado que os jornais digam que foi um fracasso de público e coisa e tal, mas tenho um método infalível para saber se um filme foi um sucesso ou não: medir quanto tempo ele demora para ser vendido nas bancas de camelôs do Centro do Rio. Exemplo comparativo: o blockbuster “Lua Nova” já estava nas banquinhas no dia seguinte ao início da exibição nos cinemas, enquanto “Besouro” levou quase duas semanas para aparecer.

Anúncios

7 comentários sobre “Nove-Dedos, o filme

  1. Esse filme vai ser um sucesso e vai estar no segundo dia nas bancas dos camelôs.
    Abracetas

  2. O que está acontecendo e poucos percebem é que esse filmne não tem nenhuma intenção comercial. Vejam: ele foi patrocinado com o dinheiro (público)das empresas que prestam serviços ao governo federa através das licitações, e, o mais importante, ele será reapresentado durante a campanha política para a candidatura da Dilma (do PT, que faz parte do governo que essas empresas ganharam as licitações). Então, o Lula e o diretor com sua equipe não estão nem aí com retorno financeiro, pois, a grana já foi resolvida.
    Eliel M. da Silva.
    Estância Velha/RS.

  3. Eliel, todo mundo diz isso – é, na verdade, o grande mote da grande imprensa.
    O lance do filme não é o retorno comercial, é o político, sem dúvida, mas não para a Dilma. É para o próprio N-D. É a plataforma dele para voos internacionais (ONU, Nobel da Paz) e nacionais (volta em 2014).

  4. Off-topic: o que foi o artigo (sic) do Luiz Garcia hoje? O cara já tava de porre de réveillon antes do fechamento?

  5. Eu nem sabia que era a Globo Filmes que estava distribuindo!!! Era de Aquário total!

  6. Porra Ivson,
    Ainda nao vi em nenhum camelô!

    • Nem eu, Rodolfinho! Se fosse o Nove-Dedos, começaria a me preocupar.

Os comentários estão desativados.