Estadão joga a toalha

Depois da derrota no Supremo, o Estadão jogou a toalha, em editorial publicado ontem. Mas o fez no estilo dos veículos de comunicação brasileiros: botando a culpa nos outros. No caso, no Ministério Público, antigo aliado de tantos dossiês. O mais engraçado é que o Companheiro Gaspari saiu em defesa do jornal dos Mesquita no mesmo dia em que o Estado batia em retirada. Ainda mais hilariante é que, há alguns anos, Gaspari deixou o vetusto órgão de imprensa acusando-o de procurar censurá-lo. O mundo dá mesmo muitas voltas.

Veja aqui os termos da rendição do Estadão.

Agora, a culpa é do MP

Anúncios

2 comentários sobre “Estadão joga a toalha

  1. Nobre guru, dê uma luz aí sobre a Confecom… ontem vi uma “matéria” na Band que deu nojo. Na verdade, só ouvi o texto do Clóvis Bosoy, dizendo que o grande temor dos participantes era a criação de um Conselho de Jornalismo, que teria poder de proibir (ou censurar, não lembro bem o termo que ele usou) a veiculação de determinadas notícias pelos meios de comunicação! QUEM DISSE ISSO?! Essa tática de “rebater” uma proposta que não existe é de virar o estômago.

Os comentários estão desativados.