Às vezes é muito difícil explicar aos leigos – aqueles seres felizes que não são jornalistas – o porquê das diferenças entre os jornais entre si, deles com as TVs, destas com as rádios, etc. Realmente é complicado explicar a razão de a Folha dizer uma coisa radicalmente diferente dos outros concorrentes grandes sobre a opinião do ministro Marco Aurélio a respeito da reforma da Previdência. Dos quatro jornais do eixo Rio-Sampa, a Folha foi a única que disse que o magistrado está totalmente contra o projeto.

Parece que a repórter da Folha foi atrás do Marco Aurélio no STF, onde ele parece se sentir mais à vontade. O interessante é que no texto da matéria ela dá a entender que não está sozinha na conversa com ele.

Enfim, compare as versões do quatros jornais: Folha, Estado, O Globo e JB

Anúncios